Dicas para deixar a sala de jantar linda e agradável para confraternizar


A sala de jantar costumava ser sinônimo de seriedade, requinte e status.

Nesse espaço, ocorriam grandes celebrações e reuniões. Segundo os arquitetos Marcus Leite e Lídia Branquinho, as famílias investiam excessivamente no ambiente, pois era um dos locais mais bem decorados e frequentados da casa. Hoje, ela representa, sobretudo, alegria e fartura. É lá que a família confraterniza e recebe os amigos.

A circulação, o conforto e a tranquilidade dos convidados estão entre as características mais importantes desse cômodo. “O formato da mesa pode ajudar na hora de configurar o leiaute da sala. É ele quem determina se a mesa poderá ficar encostada na parede para liberar a circulação de um dos lados, proporcionando um local mais acolhedor.” Os arquitetos ressaltam que as mesas redondas são mais versáteis. “Para uma sala de jantar menos formal, a melhor opção é integrá-la à cozinha. A partir daí, podemos ter uma bancada de divisória para comer, beber ou cozinhar”, enfatizam Marcus Leite e Lídia Branquinho.

A designer de interiores Ângela Borsoi diz que, para tornar a sala de jantar mais agradável, se deve revestir as paredes com tons quentes e acolhedores, além de adotar o conceito aberto de morar, que é a integrar aos demais espaços. Consequentemente, a decoração da casa, os acabamentos de paredes, os tetos e os pisos devem ter a mesma linha, agregando uma atmosfera arejada, descontraída, bonita e convidativa. A regra é priorizar um ambiente agradável e gostoso.

Os ambientes pequenos e os grandes podem ganhar uma sala de jantar convidativa e moderna. Hoje, esse cômodo abraça o espaço, pode ser integrado à cozinha, ao living ou até ficar no jardim. Ter uma mesa de jantar, pequena ou grande, bem posicionada é fundamental para harmonizar os objetos ao restante do espaço. Deve-se investir em mobiliários versáteis — cadeiras ou bancos extras que possam se juntar à mesa.

 

Fonte: www.correiobraziliense.com.br