Dicas para reformar o apartamento morando nele


Dicas para reformar o apartamento morando nele

 

Durante a reforma nem sempre é possível deixar o apartamento e hospedar-se em outro lugar. Barulho, poeira e acesso limitado aos pertences são praticamente inevitáveis. Mas não desanime: adotando algumas medidas simples é possível passar por este período com mais tranquilidade e sem estresse. Veja estas dicas que a Pisos Paraná preparou para reformar o apartamento morando nele.

 

Planejamento

O primeiro passo é montar um cronograma de reforma que respeite as suas possibilidades. Geralmente, este planejamento prioriza a realização da reforma por cômodos, ou seja, um ambiente de cada vez. Neste modelo será mais fácil para os moradores fazerem pequenas adaptações em suas rotinas, diminuindo o impacto da reforma no dia a dia.

 

Cuidado com os pertences

Dificilmente os moradores terão acesso a todos os seus objetos durante o período de reforma, por isso, é fundamental que o essencial esteja separado e sempre à mão. O restante dos objetos e roupas deve ser acomodado em caixas. Os móveis deverão ser cobertos por tecidos ou lonas evitando que sejam sujos pela poeira. O ideal é que todos os pertences sejam acomodados em um único cômodo ou num local que não atrapalhe a circulação das pessoas.

 

Organize seus horários

Ao reformar o apartamento, sua casa será frequentada por diversas equipes que trabalharão incessantemente nos ambientes. Para evitar estresse e desentendimentos, informe-os sobre os seus horários. Assim eles poderão se adaptar à sua rotina causando o menor incômodo possível.

 

Garanta limpeza sempre ao reformar o apartamento

A sujeira e a bagunça ao reformar o apartamento são inevitáveis. Por isso, combine com os empreiteiros responsáveis por sua obra para que a organização do ambiente seja uma prioridade. Ao final de cada dia de trabalho, os entulhos devem ser dispensados nos locais adequados e os ambientes limpos a fim de receber os moradores da casa.

 

Uma obra limpa é sinônimo de obra segura e livre de estresse.

 

Bloqueie a poeira

Para reformar o apartamento em etapas, bloquear a poeira pode ser uma ótima estratégia para evitar ainda mais sujeira. Coloque panos úmidos nas frestas das portas e impeça que a poeira entre em outros cômodos.

 

Preserve o piso antigo

A troca do piso pode ser a responsável pelo atraso e sujeira da reforma. A sugestão para evitar estes problemas é procurar pisos que possam ser instalados por cima do antigo. Atualmente é possível escolher laminados e pisos vinílicos que podem ser encaixados ou colados, atendendo a esta necessidade da reforma.

 

Instale o piso por partes

O ideal é que o piso seja instalado primeiro nas áreas de circulação intensa. Isto porque, em muitos casos, é preciso aguardar que o revestimento por completo antes que as pessoas possam pisar livremente neles. Fazendo assim, os impedimentos e incômodos provocados pela reforma serão superados ainda no início da obra.

 

Reformar o apartamento é um sonho e a impossibilidade de deixa-lo durante as obras não deve ser motivo para desistir da obra. Com algumas providências práticas é possível reformar o apartamento sem dores de cabeça. Adquira as dicas da Pisos Paraná e deixe sua casa mais bonita e confortável.

Manutenção Piso de Madeira


Manutenção Piso de Madeira

Normalmente, pisos de madeira duram vários anos após sua instalação.

Com isso a Pisos Paraná preparou as melhores dicas para a sua manutenção.

Passo 1) Lixamento

Remova a camada de verniz existente com a lixadeira e uma folha de lixa de grão 36. Realiza o linchamento em diferentes direções para garantir que a superfície fique sem ondulações por linchamento excessivo.

Após remover toda camada de verniz, você irá substituir a lixa grossa por uma de grão médio, para remover os riscos causados pela lixa grosa. Este processo dará um acabamento mais suave a madeira.

Passo 2) Limpeza

Após concluir o linchamento do piso, você deve limpá-lo completamente, utilizando um aspirador de pó para remover qualquer partícula deixada pelo linchamento. A limpeza é muito importante, e você não deve esquecer nenhum canto ou quina de parede.

Passo 3) Verniz

Uma vez que a superfície esteja completamente limpa, você pode começar a envernizar o piso.

Você pode escolher diferentes tipos de verniz para dar acabamento no seu piso, alguns deles até mudam a cor da madeira depois de aplicado.

A aplicação do verniz pode ser feita com um pincel ou rolo. Aplique duas a três demãos de verniz para dar brilho e criar uma boa película de proteção.

Tempo de secagem

O verniz por ser a base de formol demora até um mês para secar completamente, mas você já pode andar no ambiente após três dias da sua aplicação. Tome muito cuidado com a colocação do mobiliário para evitar aranhões.

 

Conclusão

Este procedimento não é tão complexo e pode ser feito por qualquer pessoa que esteja disposta. Porem, em alguns casos é aconselhável que um profissional realize esta recuperação, uma vez que a madeira é um material delicado e pode sofrer danos com o processo de linchamento.

Pisos que Reproduzem Madeira


Pisos que reproduzem madeira

Pisos de madeira são encantadores, pois deixam o ambiente confortável, bonito e charmoso.

Com isso, a Pisos Paraná separou algumas opções que podem ser utilizadas.

Piso Vinílico

Também conhecido como piso de PVC, o piso vinílico é fabricado a partir de matérias-primas derivadas do petróleo (eteno) — elementos do PVC —, resinas vinílicas e minerais. O resultado são pisos muito variados, resistentes e levemente flexíveis, que podem ser encontrados em formato de placas, réguas e mantas.

Existem também várias texturas, padrões e cores, incluindo desenhos que imitam tábuas de madeira, pedras, mármore e concreto, por exemplo. A versatilidade permite combinações com todos os estilos, podendo facilitar as escolhas para qualquer ambiente interno.

Entre as vantagens do piso, estão a facilidade de limpeza e propriedades acústicas e térmicas. O piso possui alguns tipos ideias para cozinhas e banheiros, outros indicados até para paredes.

 

 

Piso Laminado

Ele é formado por quatro camadas de materiais derivados de madeira. A camada superior é a que confere o acabamento e a proteção, logo abaixo está o laminado decorativo, o compensado de alta densidade (substrato, como MDF e PVC) e, por fim, o balanço, que estabiliza todo o conjunto criando uma resistência.

O resultado é um piso que não desgasta com facilidade, mais resistente e duradouro que a própria madeira. A instalação é prática e simples, o piso já pode ser usado um dia após a aplicação (cola) ou no mesmo dia (click) e exige cuidados fáceis para o cuidado diário. A limpeza pode ser feita apenas com uma vassoura e, posteriormente, com um pano úmido.

 

Gostou das nossas dicas? Solicite um orçamento agora mesmo!

 

 

 

Qual o Rodapé Ideal?


Qual o Rodapé ideal?

A Pisos Paraná preparou as melhores dicas  para seu ambiente. 

 

Modelos

Rodapé mdf

Fabricado com fibras de madeira de reflorestamento, o material possui boa qualidade e durabilidade e menor custo que a madeira natural, sendo bastante utilizado para combinar com pisos laminados.

O MDF tem a vantagem de não atrair cupins, mas corre o risco de estufar, caso haja excesso de umidade, por isso não é recomendado em áreas molhadas.

Com isso no quesito cor e formato, a variedade do material é bastante extensa. Além disso, a instalação do rodapé de MDF é simples.

 

Rodapé PVC/Poliestireno

Os rodapés de poliestireno são bastante conhecidos pela praticidade e durabilidade, além de permitirem a fiação elétrica devido à sulcos internos que permitem a passagem de cabos.

Sobretudo por ser feito em poliestireno, um tipo de plástico, trata-se de um material extremamente durável, muito resistente a cupins e à umidade, sendo indicado para áreas molhadas, como cozinhas e banheiros.

 

Rodapés Brancos

Os rodapés brancos são os mais versáteis, pois compõem de forma mais harmônica com paredes coloridas e pisos muito textualizados e conferem um efeito sofisticado ao ambiente. No entanto, se a cor da parede for muito vibrante, o contraste entre a parede e o rodapé branco pode resultar em achatamento visual do pé-direito.

 

Desenho do Rodapé

O desenho do rodapé deve seguir a mesma linhagem do restante do projeto.

As cores, e o tamanho do rodapé devem conversar com o estilo do ambiente.

Rodapés retos e mais baixos correspondem a um estilo contemporâneo, enquanto os trabalhados com detalhes e friso remetem ao clássico.

Quanto mais alto forem, mais alto deve ser o pé-direito do espaço.

 

Aposte nos Rodapés

Aproveite a versatilidade desse acabamento e com criatividade renove seus ambientes e projetos.

Não esquecendo que, não importa o tipo de rodapé, para um melhor resultado é imprescindível contar com produtos de qualidade e mão de obra especializada que apenas a Pisos Paraná contem

 

Dicas Gerais

  •  Pode-se optar por apenas pintá-los na cor branca para combinar com as paredes ou pode-se trocar por uma outra opção.
  • A opção de rodapé com friso da um detalhe diferenciado para seu apartamento ou casa.
  • Rodapés de poliestireno tem a função de proteger o revestimento das paredes com umidade.

Revestimento 3D


Revestimento 3D

Alguns padrões parecem saltar da parede, outros têm um relevo mais suave. Tornando o ambiente delicado.

Sendo assim, A Pisos Paraná preparou algumas dicas para sua decoração e quais os materiais mais utilizados no momento:

 

 

Placas em Pvc .

As placas 3D são amplamente usadas na decoração devido à sua versatilidade. Com isso, podem ser instaladas em várias superfícies planas, como forros de madeira, teto, portas, paredes de dry-wall, gesso, azulejo ou até mesmo cimento. Dessa forma outra vantagem que as placas 3D apresentam é leveza. Por isso, podem ser instaladas em locais em que a parede não suportaria o peso de um revestimento tradicional. Além disso, outros benefícios das placas 3D são a beleza e a variedade de modelos e padronagens. Assim como desenhos de azulejos, as placas são projetadas para que quando fixadas na parede, uma ao lado da outra, formem um padrão geométrico. O diferencial em relação aos porcelanatos é o alto relevo, que confere muito mais sofisticação aos ambientes, que podem ser tanto residenciais quanto empresariais.

Portanto engana-se que devido a essas características, as placas 3D sejam delicadas demais e de difícil manutenção. Pelo contrário! Logo após a instalação das placas 3D, o material pode receber tinta de qualquer variedade, assim como qualquer tipo de intervenção, como instalação de aparelhos de ar condicionado, suportes para TV, prateleiras, etc.

 

Papel de Parede .

Outra opção para criar o efeito 3D é utilizar como revestimento o papel de parede. A parede que receberá o material deve estar lisa, limpa e sem imperfeições.

A desvantagem do papel de parede é que ele também não pode ser usado em ambientes externos e para áreas molhadas, pois estragam em contato com a água.

Laminado no Banheiro


Laminado no Banheiro

 

Hoje em dia o laminado está opto na instalação de todos os ambientes internos, seja residencial ou comercial. Com isso a Pisos Paraná separou as opções de laminado no banheiro, trazendo suas especificações, dicas e como escolher a melhor opção.

 

A marca Quick-step trouxe para o mercado dos laminados a tecnologia Hydroseal, que é resistente à água, a qual confere ao produto maior resistência à água em função da camada hidro-repelente aplicada na área dos chanfros (bordas da face superior das réguas/junções entre réguas).

 

Sendo assim hoje, no mercado, há duas linhas diferenciadas no mercado onde trazem a possibilidade do uso de laminado em banheiros, mantendo a garantia do produto: IMPRESSIVE e VISION.

 

LINHA VISION:

A linha Vision traz até 5 anos de garantia do piso em uso no banheiro, sendo assim além deste diferencial ela traz consigo as seguintes vantagens:

 

  • Compatível com aquecimento de piso
  • Scratch Guard – tecnologia até dez vezes mais resistentes aos riscos do que os pisos convencionais
  • Réguas mais compridas e sem demarcar vincos

 

LINHA IMPRESSIVE:

Esta linha traz até 10 anos de garantia do piso em uso no banheiro, sendo assim além deste diferencial ela traz consigo as seguintes vantagens:

 

  • Compatível com aquecimento de piso
  • Scratch Guard – tecnologia até dez vezes mais resistentes aos riscos do que os pisos convencionais
  • aspecto muito natural
  • Textura – que auxilia na limpeza e como antiderrapante

 

  • DICA – PISOS PARANÁ

Na hora de escolher seu piso, opte pela opção com mais textura, pois isso auxilia para evitar acidentes. O piso com textura funciona como antiaderente, ou seja, é mais firme caso tenha algo escorregadio no mesmo. Enquanto, se houver a escolha do piso mais acetinado, ele acaba sendo mais escorregadio.

A Textura também auxilia na hora da limpeza.

Laminado na Cozinha


Laminado na cozinha

A cozinha é um ambiente da casa que está em constante contato com gordura, fumaça, água e restos de comida. Existem diversos tipos de modelos de Laminado na Cozinha. Para ajudar em sua escolha, a Pisos Paraná preparou algumas dicas e inspirações sobre o assunto.

 

  1. Cuidado com os pisos escorregadios

É muito importante escolher um laminado para a cozinha que não seja muito escorregadio porque sempre usamos água, óleo e alimentos gordurosos nesse ambiente. 

 

 

 

  1. Escolha pisos duráveis e fáceis de limpar

A cozinha é um ambiente que suja com facilidade e que lida com o uso diário de alimento e produtos. Por esse motivo, o piso da cozinha precisa se resistente ao contato com água e gordura. Além disso, precisa também ser prático para limpeza.

 

 

  1. Defina o estilo da decoração

A escolha tanto do material quanto da cor do piso depende do estilo definido para o ambiente. Com isso ao ter uma decoração em mente é possível pensar qual o tipo de piso se encaixa melhor com os outros detalhes.

A Pisos Paraná disponibiliza simuladores de ambientes para que o cliente veja como irá ficar seu ambiente.

 

Diferença entre as linhas:

  1. IMPRESSIVE

A linha impressive traz consigo a estética da madeira maciça com a textura das ranhuras e chanfros laterais e de topo.

A Quick-Step destacou em cada opção da impressive os detalhes e tecnologias singulares, transformando-a em algo único no mercado, trazendo para sua residencia um toque especial.

Com isso a tecnologia de acabamentos assegura uma combinação perfeita entre cor e a estrutura das réguas com as extremidades. Além disso, cada design tem seu acabamento único, adaptado as características da régua. Para um toque extra de autenticidade, as juntas apresentam leves fissuras.

 

  1. ELIGNA WIDE

A linha Eligna Wide dispõe da resistência contra salpicos, com o sistema uniclic da Quick-Step, diante disso não oferece apenas de uma placa base colada e resistente a água, mas também dispõe de excelente resistência a tração. Dessa maneira, a linha Eligna Wide esta protegida contra umidade da superfície.

 

  1. VISION

Na linha Vision podemos encontrar o diferencial da régua mais comprida nas opcoes de laminados.

A linha também consiste em placas centrais de fibra de alta densidade (HDF) internamente fabricadas. Além disso, a camada superior dispõe da patenteada camada Scratch Guard da alta proteção, conferindo aos seus pisos o maior nível de proteção contra a queda de objetos, saltos altos pontiagudos e outros objetos afiados. Com isso nem mesmo cigarros acesos que caem em seu piso tem nenhuma hipótese contra esta camada superior extremamente resistentes.

 

SOLICITE UM ORÇAMENTO AGORA MESMO!

Diferença Entre Durafloor e Eucafloor


Diferença Entre Durafloor e Eucafloor

 

De madeira idêntica quando se trata de laminados, as marcas que tem grande destaque são: Durafloor, Eucafloor e Quick-Step. Mas hoje viemos mostrar as diferenças que existem entre a Durafloor e Eucafloor.

As Duas marcas estão há muito tempo no mercado, e tem muitas semelhanças, como por exemplo:

– Linhas Residenciais e Comerciais

– Instalação Rápida e Prática

– Conforto acústico e térmico

– Praticidade de limpeza

– Ecologicamente Correta

– Proteção Antibacteriana

– Garantia de Qualidade

Porém, a algumas questões que diferenciam as duas marcas:

 

FIBRAS INTERNAS:

Durafloor – HDF

Primeiramente a sigla HDF vem do inglês high density fiberboard (placa de fibra de alta densidade). Que traz homogeneidade, pois não possui camadas. Sendo assim sua Alta densidade nas partículas traz resistência e durabilidade a cada lâmina da Durafloor.

 

Eucafloor – MDP

A sigla MDP vem do inglês medium density plate (placa de média densidade) que é formado por três camadas de chips ou cavacos de madeira, no caso da Eucafloor é usado a madeira Eucalipto (HPP), sendo assim as duas camadas externas de pequena gramatura e a interna de gramatura maior.

 

SISTEMA HPP – EUCAFLOOR:

HPP: É um painel de madeira de alta densidade produzido no formato alongado e agulhado com partículas de eucalipto, entrelaçadas e unidas com resina melamínica em processo contínuo com alta temperatura e pressão. Com isso essa tecnologia, desenvolvida especialmente para a utilização em um país tropical (quente e úmido) como o Brasil, proporciona uma camada lisa e compacta, sendo assim ideal para receber o revestimento do piso laminado.

 

CUPIM – DURAFLOOR:

Os produtos Durafloor possuem proteção contra cupins em seu processo tecnológico de fabricação.

 

OPÇÕES DE LINHAS:

Como dissemos anteriormente, as duas marcas trabalham com opções Residenciais e Comerciais. Sendo assim segue as especificações de cada uma delas:

 

DURAFLOOR:

Residencial

New way – AC3 (Residencial) – Garantia de 12 anos

Ritz – AC3 (Residencial) – Garantia de 12 anos

Unique – AC3 (Residencial) – Garantia de 12 anos

Comercial

Nature – AC4 (Comercial) – Garantia de 5 anos (Comercial) | Garantia de 12 anos (Residencial)

Studio – AC4 (Comercial) – Garantia de 5 anos (Comercial) | Garantia de 12 anos (Residencial)

Sense – AC4 (Comercial) – Garantia de 5 anos (Comercial) | Garantia de 12 anos (Residencial)

Marcas do Tempo – AC4 (Comercial) – Garantia de 5 anos (Comercial) | Garantia de 12 anos (Residencial)

EUCAFLOOR

Residencial

Prime – AC3 (Residencial) – Garantia de 12 anos

Evidence – AC3 (Residencial) – Garantia de 14 anos

New Elegance – AC4 (Comercial) – Garantia de 7 anos (Comercial) | Garantia de 16 anos (Residencial)

Gran Elegance – AC4 (Comercial) – Garantia de 7 anos (Comercial) | Garantia de 16 anos (Residencial).

 

SOLICITE SEU ORÇAMENTO  /

Laminado como limpar


Como limpar o Piso Laminado.

Este post foi preparado especialmente para dar dicas e responder dúvidas frequentes sobre os cuidados e a maneira correta de limpar o piso laminado. Afinal tudo para garantir que a beleza do material dure por muito mais tempo. Confira o passo a passo para uma limpeza completa e eficaz. Aqui você vai aprender exatamente quais produtos e materiais evitar nessa limpeza no dia a dia ou em faxinas mais pesadas.

  1.Primeiramente retirar todo o excesso de pó e sujeira com uma vassoura ou um aspirador.

  2. Logo em seguida basta aplicar um Multiuso diluído com água em um pano úmido e passar em seu piso ( prefira panos macios de algodão ou microfibra)

  3. Por fim passar um pano seco nas áreas desejadas (sempre no sentido da textura do piso).

3.Contraindicado

 

  1. Utilizar cera ou produtos que possam tirar o brilho natural do piso.
  2. Utilizar produtos com cloro.
  3. Usar panos muito molhados.
  4. Utilizar palha de aço para limpar o piso.
  5. Aguá em abundancia.
  6. Bicarbonato de sódio.
  7. Esponjas de aço, lixas e outros materiais cortantes e abrasivos

 

Como limpar piso laminado manchado

  • Detergente e álcool são recomendados para limpar graxa de sapato, suco de uva, vinho, café, refrigerante, batom, mercúrio, esmalte de unha e tinta esmalte.
  • Álcool sozinho resolve marcas de caneta estereográfica e pincel atômico.
  • Removedor de esmalte ou acetona são ideias para retirar cola
  • Água já deve ser o suficiente para tinta látex do piso laminado

 

Importância de fazer a limpeza em seu piso

Com a finalidade de manter um piso excelente, saber usar os produtos e a forma correta de fazer a limpeza em seu laminado ajuda na prevenção de riscos, manchas, e (se o piso for acetinado) manter o brilho do mesmo, assim também na durabilidade e beleza. Um laminado convencional residencial tem durabilidade de entorno de 20 anos, e com a manutenção correta, assim pode-se aumentar para pelo menos 10 anos a mais.