Qual o piso ideal para escritório?


Qual o piso ideal para escritório?

É recomendável avaliar alguns critérios antes de fazer a escolha definitiva.

Apesar de o preço ser um diferencial a considerar, há outros pontos que, certamente, influem (e podem até pesar mais) no momento da decisão e da concretização do negócio.

 

1. Considere a facilidade de limpeza

Esse é um critério importante para você levar em conta antes de comprar o piso. Lembre-se de que o escritório é o local de seu trabalho e, caso dispenda muito tempo na execução da limpeza, isso significa perda de produtividade.

Pisos laminados costumam ser fáceis de limpar. Depois de rápida limpeza, o chão apresenta a aparência de novo.

 

2. Leve a qualidade e a durabilidade em conta

É fundamental analisar a qualidade e a durabilidade do piso para escritório. Afinal de contas, de nada adianta comprar um piso frágil ou de má qualidade, que não resiste ao trânsito diário dos usuários. Se ele se quebra ou sofre danos com facilidade, isso significa que você terá que fazer reparos frequentemente, o que não é econômico e nem vai favorecer o design do ambiente.

O importante é que o material suporte o tráfego das pessoas durante o dia. Com isso os usuários também precisam seguir algumas práticas a fim de conservá-los por muito mais tempo. O piso laminado tem durabilidade longa e manutenção mais simples que outros tipos.

 

3. Escolha o visual do piso para escritório

Outro ponto a considerar é o design — como o piso poderá servir, não somente na forma de elemento funcional para suportar a carga física do escritório, mas também como um fator para tornar o ambiente mais elegante e bonito, esteticamente agradável.

A estética é um importante item a considerar na captação de clientes. A beleza do ambiente ainda é um importante critério que os consumidores costumam avaliar quando vão escolher um profissional.

 

4. Verifique a facilidade de instalar

Para quem deseja começar seu trabalho logo e não quer dispender tempo com instalações demoradas, vale a pena escolher um piso para escritório que possa ser instalado com facilidade, sem consumir muito tempo e nem fazer muita sujeira. Uma opção é o sistema click.

O vinílico, por exemplo, oferece rápida instalação, longa durabilidade e é bastante seguro, considerando que é antiderrapante. O laminado, também oferece segurança quando é antiderrapante.

 

Gostou das dicas? Solicite um orçamento com a Pisos Paraná agora mesmo!

Cuidados com o Piso para quem tem animais de estimação em casa


Cuidados com o Piso para quem tem animais de estimação em casa

Para quem cria os pets no interior da residência, a atenção com as instalações deve ser redobrada, principalmente os cuidados com o piso.

Com isso a Pisos Paraná preparou algumas dicas para você!

 

1. Instale pisos adequados para pets

Vinílicos e Laminados resistentes à água sempre serão boas opções quando o assunto é piso para pet. Isso se deve, sobretudo, ao grau de resistência, ao conforto térmico e à facilidade de limpeza dessas peças.

Os pisos vinílicos, por sua vez, ficam muito bem limpos com o auxílio de um pano embebido em água e detergente neutro. Outra grande vantagem desse revestimento para quem tem pets em casa está no fato de serem antiderrapantes, conforme o modelo escolhido.

O piso adequado para os pets jamais poderá ser muito liso. Caso contrário, o animal terá mais dificuldade para se equilibrar, o que pode, inclusive, causar problemas nas articulações.

2. Faça a limpeza corretamente

Não há como negar: os animais soltam pelos, sobretudo, se estiverem em fase de troca de pelagem. Sendo assim, quem cria os pets dentro de casa precisa ter um cronograma de limpeza mais regular.

Se o piso não for lavável, aposte na dupla infalível: água + detergente neutro. Comece aspirando ou varrendo o chão — com uma vassoura macia — para retirar qualquer sujeira que possa riscá-lo. Em seguida, passe um pano embebido em água e detergente para retirar toda a poeira e gordura do revestimento. Aí, é só finalizar com um pano limpo, seco e que não solte fiapos.

3. Limpe os detritos o mais rápido possível

O pet fez xixi ou cocô no lugar errado? Entornou o potinho de água sobre o piso ou deixou qualquer outro tipo de sujeira por ali? Então, corra e limpe o mais rápido possível. Ou seja, nunca deixe a sujeira secar naturalmente. Afinal, por mais resistente que seja o seu piso, quanto mais rápido você limpá-lo, menor a chance de ele ficar manchado ou com odores indesejáveis.

No caso dos acidentes descritos acima, o melhor a fazer é utilizar um papel toalha para absorver o excesso de líquido e, em seguida, lavar o local ou desinfetá-lo com o auxílio de um pano úmido. Para finalizar, basta secar a área com um pano limpo e macio.

Os aromatizantes de ambiente também podem ser úteis para eliminar resquícios de odores. No entanto, utilize-os com parcimônia, já que algumas formulações são muito fortes e poderão causar danos ao animal.

 

Gostou das dicas? Solicite um orçamento com a Pisos Paraná agora mesmo!

Modelos De Escada e Suas Vantagens


Modelos De Escada e Suas Vantagens

O principal fator que diferencia os modelos de escadas é o formato. Ele varia de acordo com a quantidade e direção dos lances, bem como a disposição dos degraus.

 

1. ESCADA RETA

É aquela tradicional, compacta e comprida. Pode ter um ou mais lances (com patamares intermediários entre eles), mas não muda de direção, ou seja, não faz curvas nem viradas.

Sua principal vantagem está na simplicidade que facilita a construção.

 

2. ESCADA EM L

Segue o formato da letra “L” ao mudar de direção para algum lado, formando, assim, um ângulo de 90°. Essa transição pode ser feita a partir da adição de um patamar no trecho em que ocorre o desvio ou pode acontecer gradualmente (utilizando degraus triangulares).

 

3. ESCADA EM U

Tem dois lances ligados por um grande patamar e que seguem direções opostas, compondo o desenho em “U”. Também pode receber um terceiro lance no centro, dividindo o patamar em duas partes para fazer a mudança de direção.

 

4. ESCADA CARACOL

Escada em caracol, também conhecida como helicoidal

Muitos profissionais conhecem como helicoidal, mas o nome popular também é aceito por se tratar de um modelo que lembra a concha do caracol.

O que diferencia essa escada das demais é sua estrutura central, composta por um eixo de onde “brotam” todos os degraus.

É uma opção interessante para ambientes compactos porque ocupa pouco espaço.

 

5. ESCADA CIRCULAR

Também tem curvas, mas não segue um eixo central como a helicoidal (caracol). Na circular, os lances e seus degraus mudam de direção de maneira aleatória, compondo caminhos sinuosos de modo suave — ideal para projetos com linhas orgânicas.

 

Outra opção que não tem a ver com o formato e sim com a fixação dos pisos e patamares é a escada suspensa. Ela esconde os pontos de apoio e ganha charme com degraus flutuantes, que podem receber diferentes cores.

 

Materiais indicados para a estrutura e acabamento

ESTRUTURA

A definição do sistema estrutural vai depender do cálculo — que considera diferentes cargas e esforços internos — e também da tipologia da escada: armada transversal ou longitudinalmente, com mais ou menos patamares, lajes em balanço, ortogonais ou adjacentes, entre outros detalhes.

Na maioria dos casos, os materiais preferidos para formar a estrutura de escadas são aço, madeira e concreto armado. Também é comum a mistura desses componentes em projetos mais contemporâneos.

 

ACABAMENTO

Os revestimentos aplicados nos patamares, bases/pisos e espelhos dos degraus têm influência no estilo da escada e podem ser trabalhados para gerar efeitos específicos.

Nessas superfícies, você tem a possibilidade de incluir os seguintes materiais:

  • Piso Laminado
  • Madeira
  • Vinílico

 

Os revestimentos aplicados nos degraus têm influência no estilo da escada

 

Solicite seu orçamento de Escada com a Pisos Paraná agora mesmo!

Dicas para reformar o apartamento morando nele


Dicas para reformar o apartamento morando nele

 

Durante a reforma nem sempre é possível deixar o apartamento e hospedar-se em outro lugar. Barulho, poeira e acesso limitado aos pertences são praticamente inevitáveis. Mas não desanime: adotando algumas medidas simples é possível passar por este período com mais tranquilidade e sem estresse. Veja estas dicas que a Pisos Paraná preparou para reformar o apartamento morando nele.

 

Planejamento

O primeiro passo é montar um cronograma de reforma que respeite as suas possibilidades. Geralmente, este planejamento prioriza a realização da reforma por cômodos, ou seja, um ambiente de cada vez. Neste modelo será mais fácil para os moradores fazerem pequenas adaptações em suas rotinas, diminuindo o impacto da reforma no dia a dia.

 

Cuidado com os pertences

Dificilmente os moradores terão acesso a todos os seus objetos durante o período de reforma, por isso, é fundamental que o essencial esteja separado e sempre à mão. O restante dos objetos e roupas deve ser acomodado em caixas. Os móveis deverão ser cobertos por tecidos ou lonas evitando que sejam sujos pela poeira. O ideal é que todos os pertences sejam acomodados em um único cômodo ou num local que não atrapalhe a circulação das pessoas.

 

Organize seus horários

Ao reformar o apartamento, sua casa será frequentada por diversas equipes que trabalharão incessantemente nos ambientes. Para evitar estresse e desentendimentos, informe-os sobre os seus horários. Assim eles poderão se adaptar à sua rotina causando o menor incômodo possível.

 

Garanta limpeza sempre ao reformar o apartamento

A sujeira e a bagunça ao reformar o apartamento são inevitáveis. Por isso, combine com os empreiteiros responsáveis por sua obra para que a organização do ambiente seja uma prioridade. Ao final de cada dia de trabalho, os entulhos devem ser dispensados nos locais adequados e os ambientes limpos a fim de receber os moradores da casa.

 

Uma obra limpa é sinônimo de obra segura e livre de estresse.

 

Bloqueie a poeira

Para reformar o apartamento em etapas, bloquear a poeira pode ser uma ótima estratégia para evitar ainda mais sujeira. Coloque panos úmidos nas frestas das portas e impeça que a poeira entre em outros cômodos.

 

Preserve o piso antigo

A troca do piso pode ser a responsável pelo atraso e sujeira da reforma. A sugestão para evitar estes problemas é procurar pisos que possam ser instalados por cima do antigo. Atualmente é possível escolher laminados e pisos vinílicos que podem ser encaixados ou colados, atendendo a esta necessidade da reforma.

 

Instale o piso por partes

O ideal é que o piso seja instalado primeiro nas áreas de circulação intensa. Isto porque, em muitos casos, é preciso aguardar que o revestimento por completo antes que as pessoas possam pisar livremente neles. Fazendo assim, os impedimentos e incômodos provocados pela reforma serão superados ainda no início da obra.

 

Reformar o apartamento é um sonho e a impossibilidade de deixa-lo durante as obras não deve ser motivo para desistir da obra. Com algumas providências práticas é possível reformar o apartamento sem dores de cabeça. Adquira as dicas da Pisos Paraná e deixe sua casa mais bonita e confortável.

Manutenção Piso de Madeira


Manutenção Piso de Madeira

Normalmente, pisos de madeira duram vários anos após sua instalação.

Com isso a Pisos Paraná preparou as melhores dicas para a sua manutenção.

Passo 1) Lixamento

Remova a camada de verniz existente com a lixadeira e uma folha de lixa de grão 36. Realiza o linchamento em diferentes direções para garantir que a superfície fique sem ondulações por linchamento excessivo.

Após remover toda camada de verniz, você irá substituir a lixa grossa por uma de grão médio, para remover os riscos causados pela lixa grosa. Este processo dará um acabamento mais suave a madeira.

Passo 2) Limpeza

Após concluir o linchamento do piso, você deve limpá-lo completamente, utilizando um aspirador de pó para remover qualquer partícula deixada pelo linchamento. A limpeza é muito importante, e você não deve esquecer nenhum canto ou quina de parede.

Passo 3) Verniz

Uma vez que a superfície esteja completamente limpa, você pode começar a envernizar o piso.

Você pode escolher diferentes tipos de verniz para dar acabamento no seu piso, alguns deles até mudam a cor da madeira depois de aplicado.

A aplicação do verniz pode ser feita com um pincel ou rolo. Aplique duas a três demãos de verniz para dar brilho e criar uma boa película de proteção.

Tempo de secagem

O verniz por ser a base de formol demora até um mês para secar completamente, mas você já pode andar no ambiente após três dias da sua aplicação. Tome muito cuidado com a colocação do mobiliário para evitar aranhões.

 

Conclusão

Este procedimento não é tão complexo e pode ser feito por qualquer pessoa que esteja disposta. Porem, em alguns casos é aconselhável que um profissional realize esta recuperação, uma vez que a madeira é um material delicado e pode sofrer danos com o processo de linchamento.

Diferença Laminado e Vinílico


Diferença Laminado e Vinílico

Quer transformar a casa sem perder tempo, pode usar dois tipos de pisos: laminados ou vinílico. A colocação é rápida, são fáceis de limpar, e podem ser sobrepostos sobre outros pisos. Como escolher o revestimento ideal? A Pisos Paraná ajuda a escolher o piso ideal!

O piso vinílico é feito com cloreto de vinila, ou PVC. O material vem em placas, réguas ou mantas.

Já o laminado é composto por camadas de materiais derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade. A camada superior recebe uma estampa decorativa, impregnada com resina. O revestimento vem em réguas; pode ser instalado por encaixe ou cola sem cheiro.

 

Vantagens

O piso vinílico abafa ruídos de passos e ajuda a conservar a temperatura dos ambientes. Quase não mancha, e é antialérgico, há diversas opções de estampas.

O laminado é muito fácil de instalar, porque o contrapiso não precisa estar tão nivelado quanto no caso do vinílico e pode ser desmontado. Sua durabilidade é alta, varia de 10 a 20 anos dependendo da manutenção.

 

Pontos fracos

O vinílico risca se a abrasão for grande, também se desbota com o sol. O piso suporta água, mas não pode ser submerso. É bom evitá-lo em áreas externas e cômodos inundáveis, para esses ambientes temos revestimentos que se adequam melhor, como Laminado resistente á água.

Já o laminado propaga sons facilmente. Dica: instale feltro nos pés dos móveis, assim não terá problemas de riscar o piso.

 

 

Instalação

O vinílico funciona bem se estiver com um contrapiso seco, limpo e muito bem nivelado. A melhor maneira é aplicar uma massa niveladora, composta por cola e cimento, com essa mistura é possível aplicar o piso sobre superfícies não tão lisas, como cerâmica ou pedras polidas. Após, esse processo é colar ou encaixar o revestimento e esperar secar. Dica: nunca instale o vinílico sobre materiais que podem apodrecer, como madeira e laminado. Contrate um instalador experiente, capaz de avaliar o contrapiso e indicar correções.

O laminado recebe o mesmo processo, precisa de um contrapiso seco, limpo e nivelado, mas aceita variações de até 3 mm a cada 1,5 m de extensão. Por isso, pode cobrir pedra, concreto e cerâmica, desde que a superfície receba uma manta regularizadora, feita dos plásticos polietileno ou poliuretano. O produto pode ser instalado com cola ou com sistema de encaixe. É preciso deixar um espaço de dilatação entre as bordas do piso e a parede. E também vale à pena contratar um instalador, que pode avaliar o contrapiso.

 

Limpeza

O piso vinílico resiste a proliferação de bactérias. No dia a dia, e só varrer com uma vassoura de pelo ou passar um rodo com pano umedecido. Se quiser uma limpeza mais profunda, use tecido com água e sabão neutro.

Limpe o laminado com aspirador de pó ou vassoura de cerdas suaves – mas cuidado para não raspar a superfície. Depois passe um pano úmido com sabão neutro (torcer bem). Manchas exigem detergente e álcool. Tinta, verniz e graxa saem com querosene, tíner ou aguarrás.

 

Em qual ambientes instalá-los?

O piso vinílico funciona bem em áreas internas que não recebam sol intenso. Ótimas opções é instalar em quartos, devido a facilidade de limpeza e ambientes que precisem de mais conforto térmico. Esse piso é ideal quando se quer reformar rapidamente um ambiente ou deseja um revestimento fácil de limpar e instalar.

O laminado deixa o ambiente com mais sofisticação, vai bem em áreas com uma temperatura agradável.

 

Qual deles resiste mais a água?

O vinílico por mais que seja em Pvc não é indicado colocar em áreas úmidas e não pode molhá-lo.

O laminado padrão não pode entrar em contato com água, mas os Laminados da Quick Step já contêm resistência a água e a umidade sendo possível utilizar em banheiros, cozinha e lavanderia.

Piso Branco como ampliar o espaço.


Piso Branco, como ampliar o espaço.

Vivo, calmo e eterno, o piso branco é uma escolha que nunca sai de moda. Além disso, o branco, que é uma cor clássica e atemporal, é ideal para dar sensação de amplitude nos pequenos espaços. Confira as dicas da Pisos Paraná para usar da melhor forma!

Para ambientes pequenos apostar no piso branco é uma ótima ideia.

Mas cuidado. O piso branco pode transformar o ambiente em um lugar frio. Por este motivo, a escolha do laminado ou vinílico branco deve vir acompanhada de tons nas escalas de cinza ou bege, por exemplo, para que fique bonito, agradável e confortável.

Além disso, é possível usar o piso branco como base para todo o resto da decoração. Ele permite a utilização de outras tonalidades, um pouco mais quentes, em alguns detalhes com a finalidade de quebrar o branco total.

Vantagens do piso branco

A simplicidade do branco transforma a sua casa em um lugar mais aberto, leve e agradável. Há quem prefira sempre branco a cores, porque normalmente temos uma relação com a casa de renovação e refúgio. Para tanto, nada melhor do que a luz e a claridade. Além disso, o piso branco possibilita uma série de outras vantagens.

COMBINA COM TUDO

Sofisticado e clássico, o piso branco simplesmente combina com tudo. Mesmo que você resolva trocar a decoração dentro de algum tempo, ainda assim terá um piso perfeito, que aceitará muito bem um novo estilo e novas cores de móveis e paredes.

OS PISOS BRANCOS AMPLIAM OS AMBIENTES

A cor branca cria a impressão de que o ambiente é mais amplo. Além disso, quando as peças do piso são assentadas com um rejunte da mesma cor, elas causam a impressão de que se trata de uma única pedra, sem divisões.

SENSAÇÃO DE LIMPEZA

O branco transmite a sensação de limpeza e organização. Sendo ideal para ambientes como a cozinha e o banheiro, por conta do alto tráfego de pessoas.

Revestimentos claros combinam entre si?

Claro! Quando unidas, as cores claras, como o bege e o branco, têm um efeito calmante, que as torna ideais para ambientes como o quarto e a sala. Para neutralizar todo o ambiente, também é possível utilizar a mesma gama de cores em tecidos e complementos. Escolher móveis no mesmo tom do piso branco ainda contribui para a harmonização do espaço.

No entanto, quando o porcelanato branco recebe um toque de cor no restante da decoração, o resultado pode ser um ambiente animado, contemporâneo e repleto de personalidade.

Desta forma, para quebrar a sensação de frieza que cômodos brancos passam, use acessórios em cores quentes, tecidos grossos e pesados. Aposte também em tapetes felpudos, objetos de decoração e até mesmo revestimentos em madeira.

Usar móveis rústicos feitos com palha, fibras e bambu também é uma ótima ideia para deixar qualquer ambiente mais caloroso e aconchegante.