Qual o piso ideal para Academias?


Qual o piso ideal para Academias?

 

É fundamental nessa decisão a preocupação com a segurança e o conforto dos clientes da academia, bem como a durabilidade do piso, em benefício ao empreendedor.

 

Ambiente de musculação

A área de musculação é o setor da academia que mais sofre com o peso dos halteres e anilhas sobre o piso. Sendo assim, o revestimento do chão precisa ser resistente, absorver o impacto das quedas e ainda ser confortável e seguro.

Nesse setor, é imprescindível que o chão ofereça certa resistência e proteja os usuários de escorregões ou na hipótese de tombos para que não se machuquem gravemente.

Logo, o piso mais indicado para esse local é o piso AC5, que além de ser antiderrapante e suportar bem os choques, consegue manter a temperatura estável e é fácil de limpar. Quanto maior for a espessura do piso, maior será sua resistência e, consequentemente, sua durabilidade.

Área de pilates

Já para a sala de pilates o piso vinílico é o mais indicado devido às suas características de conforto acústico. Isto é, os alunos podem se movimentar à vontade sem o inconveniente de ruídos do piso. Além disso, esse piso garante conforto térmico para as atividades que tenham que ter contato direto com o solo e inclusive tem boa aderência, o que contribui para melhor performance nas atividades.

Vestiário

No que se refere ao ambiente do vestiário, esse setor precisa ser adaptado para o contato com a água, pois o suor pós atividade física, os respingos da torneira da pia e o trânsito de pessoas entrando e saindo das duchas acabam molhando o piso.

Por essas razões é fundamental que o piso seja antiderrapante e tenha boa absorção da água, de modo que uma escolha interessante para esse local são também os pisos emborrachados.

 

 

Gostou das dicas? Solicite um orçamento agora mesmo!

 

Como saber se é preciso trocar o piso?


Como saber se é preciso trocar o piso?

Seja pelo tempo em que ele já está na sua casa ou por um objetivo pessoal de redecorar o seu lar, trocar o piso é uma tarefa que exige atenção e cuidado.

E isso não é à toa, já que dependendo da solução pensada, a renovação dele pode demandar uma reforma e custos extras — e mesmo assim não deixar sua casa como o esperado.

 

Quando trocar o piso?

Com o dia a dia corrido, é muito comum que os primeiros sinais que indicam que o piso precisa de atenção redobrada quanto ao estado de conservação passem batidos.

Afinal, hábitos corriqueiros como arrastar móveis e passar produtos químicos contraindicados aceleram o desgaste do piso e podem provocar o aparecimento de manchas e riscos, por exemplo, que só são notados quando já estão em uma escala muito maior.

 

Como são feitas as trocas?

As maneiras mais tradicionais de trocar o piso não têm mistério, mas despertam receios em relação ao tempo de obra.

Isso porque um desses métodos, que envolve a retirada do piso antigo. Esse processo pode demorar de horas até dias, dependendo do espaço onde será feita a troca.

Afinal, além da rapidez, a instalação é muito mais prática e limpa — sem poeira e entulho. Para isso, é usado o sistema click.

 

 

Gostou das dicas? Solicite um orçamento agora mesmo!

Qual o piso ideal para escritório?


Qual o piso ideal para escritório?

É recomendável avaliar alguns critérios antes de fazer a escolha definitiva.

Apesar de o preço ser um diferencial a considerar, há outros pontos que, certamente, influem (e podem até pesar mais) no momento da decisão e da concretização do negócio.

 

1. Considere a facilidade de limpeza

Esse é um critério importante para você levar em conta antes de comprar o piso. Lembre-se de que o escritório é o local de seu trabalho e, caso dispenda muito tempo na execução da limpeza, isso significa perda de produtividade.

Pisos laminados costumam ser fáceis de limpar. Depois de rápida limpeza, o chão apresenta a aparência de novo.

 

2. Leve a qualidade e a durabilidade em conta

É fundamental analisar a qualidade e a durabilidade do piso para escritório. Afinal de contas, de nada adianta comprar um piso frágil ou de má qualidade, que não resiste ao trânsito diário dos usuários. Se ele se quebra ou sofre danos com facilidade, isso significa que você terá que fazer reparos frequentemente, o que não é econômico e nem vai favorecer o design do ambiente.

O importante é que o material suporte o tráfego das pessoas durante o dia. Com isso os usuários também precisam seguir algumas práticas a fim de conservá-los por muito mais tempo. O piso laminado tem durabilidade longa e manutenção mais simples que outros tipos.

 

3. Escolha o visual do piso para escritório

Outro ponto a considerar é o design — como o piso poderá servir, não somente na forma de elemento funcional para suportar a carga física do escritório, mas também como um fator para tornar o ambiente mais elegante e bonito, esteticamente agradável.

A estética é um importante item a considerar na captação de clientes. A beleza do ambiente ainda é um importante critério que os consumidores costumam avaliar quando vão escolher um profissional.

 

4. Verifique a facilidade de instalar

Para quem deseja começar seu trabalho logo e não quer dispender tempo com instalações demoradas, vale a pena escolher um piso para escritório que possa ser instalado com facilidade, sem consumir muito tempo e nem fazer muita sujeira. Uma opção é o sistema click.

O vinílico, por exemplo, oferece rápida instalação, longa durabilidade e é bastante seguro, considerando que é antiderrapante. O laminado, também oferece segurança quando é antiderrapante.

 

Gostou das dicas? Solicite um orçamento com a Pisos Paraná agora mesmo!

Dicas para reformar o apartamento morando nele


Dicas para reformar o apartamento morando nele

 

Durante a reforma nem sempre é possível deixar o apartamento e hospedar-se em outro lugar. Barulho, poeira e acesso limitado aos pertences são praticamente inevitáveis. Mas não desanime: adotando algumas medidas simples é possível passar por este período com mais tranquilidade e sem estresse. Veja estas dicas que a Pisos Paraná preparou para reformar o apartamento morando nele.

 

Planejamento

O primeiro passo é montar um cronograma de reforma que respeite as suas possibilidades. Geralmente, este planejamento prioriza a realização da reforma por cômodos, ou seja, um ambiente de cada vez. Neste modelo será mais fácil para os moradores fazerem pequenas adaptações em suas rotinas, diminuindo o impacto da reforma no dia a dia.

 

Cuidado com os pertences

Dificilmente os moradores terão acesso a todos os seus objetos durante o período de reforma, por isso, é fundamental que o essencial esteja separado e sempre à mão. O restante dos objetos e roupas deve ser acomodado em caixas. Os móveis deverão ser cobertos por tecidos ou lonas evitando que sejam sujos pela poeira. O ideal é que todos os pertences sejam acomodados em um único cômodo ou num local que não atrapalhe a circulação das pessoas.

 

Organize seus horários

Ao reformar o apartamento, sua casa será frequentada por diversas equipes que trabalharão incessantemente nos ambientes. Para evitar estresse e desentendimentos, informe-os sobre os seus horários. Assim eles poderão se adaptar à sua rotina causando o menor incômodo possível.

 

Garanta limpeza sempre ao reformar o apartamento

A sujeira e a bagunça ao reformar o apartamento são inevitáveis. Por isso, combine com os empreiteiros responsáveis por sua obra para que a organização do ambiente seja uma prioridade. Ao final de cada dia de trabalho, os entulhos devem ser dispensados nos locais adequados e os ambientes limpos a fim de receber os moradores da casa.

 

Uma obra limpa é sinônimo de obra segura e livre de estresse.

 

Bloqueie a poeira

Para reformar o apartamento em etapas, bloquear a poeira pode ser uma ótima estratégia para evitar ainda mais sujeira. Coloque panos úmidos nas frestas das portas e impeça que a poeira entre em outros cômodos.

 

Preserve o piso antigo

A troca do piso pode ser a responsável pelo atraso e sujeira da reforma. A sugestão para evitar estes problemas é procurar pisos que possam ser instalados por cima do antigo. Atualmente é possível escolher laminados e pisos vinílicos que podem ser encaixados ou colados, atendendo a esta necessidade da reforma.

 

Instale o piso por partes

O ideal é que o piso seja instalado primeiro nas áreas de circulação intensa. Isto porque, em muitos casos, é preciso aguardar que o revestimento por completo antes que as pessoas possam pisar livremente neles. Fazendo assim, os impedimentos e incômodos provocados pela reforma serão superados ainda no início da obra.

 

Reformar o apartamento é um sonho e a impossibilidade de deixa-lo durante as obras não deve ser motivo para desistir da obra. Com algumas providências práticas é possível reformar o apartamento sem dores de cabeça. Adquira as dicas da Pisos Paraná e deixe sua casa mais bonita e confortável.

Diferença Laminado e Vinílico


Diferença Laminado e Vinílico

Quer transformar a casa sem perder tempo, pode usar dois tipos de pisos: laminados ou vinílico. A colocação é rápida, são fáceis de limpar, e podem ser sobrepostos sobre outros pisos. Como escolher o revestimento ideal? A Pisos Paraná ajuda a escolher o piso ideal!

O piso vinílico é feito com cloreto de vinila, ou PVC. O material vem em placas, réguas ou mantas.

Já o laminado é composto por camadas de materiais derivados da madeira, como aglomerado e painel de madeira de alta densidade. A camada superior recebe uma estampa decorativa, impregnada com resina. O revestimento vem em réguas; pode ser instalado por encaixe ou cola sem cheiro.

 

Vantagens

O piso vinílico abafa ruídos de passos e ajuda a conservar a temperatura dos ambientes. Quase não mancha, e é antialérgico, há diversas opções de estampas.

O laminado é muito fácil de instalar, porque o contrapiso não precisa estar tão nivelado quanto no caso do vinílico e pode ser desmontado. Sua durabilidade é alta, varia de 10 a 20 anos dependendo da manutenção.

 

Pontos fracos

O vinílico risca se a abrasão for grande, também se desbota com o sol. O piso suporta água, mas não pode ser submerso. É bom evitá-lo em áreas externas e cômodos inundáveis, para esses ambientes temos revestimentos que se adequam melhor, como Laminado resistente á água.

Já o laminado propaga sons facilmente. Dica: instale feltro nos pés dos móveis, assim não terá problemas de riscar o piso.

 

 

Instalação

O vinílico funciona bem se estiver com um contrapiso seco, limpo e muito bem nivelado. A melhor maneira é aplicar uma massa niveladora, composta por cola e cimento, com essa mistura é possível aplicar o piso sobre superfícies não tão lisas, como cerâmica ou pedras polidas. Após, esse processo é colar ou encaixar o revestimento e esperar secar. Dica: nunca instale o vinílico sobre materiais que podem apodrecer, como madeira e laminado. Contrate um instalador experiente, capaz de avaliar o contrapiso e indicar correções.

O laminado recebe o mesmo processo, precisa de um contrapiso seco, limpo e nivelado, mas aceita variações de até 3 mm a cada 1,5 m de extensão. Por isso, pode cobrir pedra, concreto e cerâmica, desde que a superfície receba uma manta regularizadora, feita dos plásticos polietileno ou poliuretano. O produto pode ser instalado com cola ou com sistema de encaixe. É preciso deixar um espaço de dilatação entre as bordas do piso e a parede. E também vale à pena contratar um instalador, que pode avaliar o contrapiso.

 

Limpeza

O piso vinílico resiste a proliferação de bactérias. No dia a dia, e só varrer com uma vassoura de pelo ou passar um rodo com pano umedecido. Se quiser uma limpeza mais profunda, use tecido com água e sabão neutro.

Limpe o laminado com aspirador de pó ou vassoura de cerdas suaves – mas cuidado para não raspar a superfície. Depois passe um pano úmido com sabão neutro (torcer bem). Manchas exigem detergente e álcool. Tinta, verniz e graxa saem com querosene, tíner ou aguarrás.

 

Em qual ambientes instalá-los?

O piso vinílico funciona bem em áreas internas que não recebam sol intenso. Ótimas opções é instalar em quartos, devido a facilidade de limpeza e ambientes que precisem de mais conforto térmico. Esse piso é ideal quando se quer reformar rapidamente um ambiente ou deseja um revestimento fácil de limpar e instalar.

O laminado deixa o ambiente com mais sofisticação, vai bem em áreas com uma temperatura agradável.

 

Qual deles resiste mais a água?

O vinílico por mais que seja em Pvc não é indicado colocar em áreas úmidas e não pode molhá-lo.

O laminado padrão não pode entrar em contato com água, mas os Laminados da Quick Step já contêm resistência a água e a umidade sendo possível utilizar em banheiros, cozinha e lavanderia.

Piso Branco como ampliar o espaço.


Piso Branco, como ampliar o espaço.

Vivo, calmo e eterno, o piso branco é uma escolha que nunca sai de moda. Além disso, o branco, que é uma cor clássica e atemporal, é ideal para dar sensação de amplitude nos pequenos espaços. Confira as dicas da Pisos Paraná para usar da melhor forma!

Para ambientes pequenos apostar no piso branco é uma ótima ideia.

Mas cuidado. O piso branco pode transformar o ambiente em um lugar frio. Por este motivo, a escolha do laminado ou vinílico branco deve vir acompanhada de tons nas escalas de cinza ou bege, por exemplo, para que fique bonito, agradável e confortável.

Além disso, é possível usar o piso branco como base para todo o resto da decoração. Ele permite a utilização de outras tonalidades, um pouco mais quentes, em alguns detalhes com a finalidade de quebrar o branco total.

Vantagens do piso branco

A simplicidade do branco transforma a sua casa em um lugar mais aberto, leve e agradável. Há quem prefira sempre branco a cores, porque normalmente temos uma relação com a casa de renovação e refúgio. Para tanto, nada melhor do que a luz e a claridade. Além disso, o piso branco possibilita uma série de outras vantagens.

COMBINA COM TUDO

Sofisticado e clássico, o piso branco simplesmente combina com tudo. Mesmo que você resolva trocar a decoração dentro de algum tempo, ainda assim terá um piso perfeito, que aceitará muito bem um novo estilo e novas cores de móveis e paredes.

OS PISOS BRANCOS AMPLIAM OS AMBIENTES

A cor branca cria a impressão de que o ambiente é mais amplo. Além disso, quando as peças do piso são assentadas com um rejunte da mesma cor, elas causam a impressão de que se trata de uma única pedra, sem divisões.

SENSAÇÃO DE LIMPEZA

O branco transmite a sensação de limpeza e organização. Sendo ideal para ambientes como a cozinha e o banheiro, por conta do alto tráfego de pessoas.

Revestimentos claros combinam entre si?

Claro! Quando unidas, as cores claras, como o bege e o branco, têm um efeito calmante, que as torna ideais para ambientes como o quarto e a sala. Para neutralizar todo o ambiente, também é possível utilizar a mesma gama de cores em tecidos e complementos. Escolher móveis no mesmo tom do piso branco ainda contribui para a harmonização do espaço.

No entanto, quando o porcelanato branco recebe um toque de cor no restante da decoração, o resultado pode ser um ambiente animado, contemporâneo e repleto de personalidade.

Desta forma, para quebrar a sensação de frieza que cômodos brancos passam, use acessórios em cores quentes, tecidos grossos e pesados. Aposte também em tapetes felpudos, objetos de decoração e até mesmo revestimentos em madeira.

Usar móveis rústicos feitos com palha, fibras e bambu também é uma ótima ideia para deixar qualquer ambiente mais caloroso e aconchegante.

Qual o Rodapé Ideal?


Qual o Rodapé ideal?

A Pisos Paraná preparou as melhores dicas  para seu ambiente. 

 

Modelos

Rodapé mdf

Fabricado com fibras de madeira de reflorestamento, o material possui boa qualidade e durabilidade e menor custo que a madeira natural, sendo bastante utilizado para combinar com pisos laminados.

O MDF tem a vantagem de não atrair cupins, mas corre o risco de estufar, caso haja excesso de umidade, por isso não é recomendado em áreas molhadas.

Com isso no quesito cor e formato, a variedade do material é bastante extensa. Além disso, a instalação do rodapé de MDF é simples.

 

Rodapé PVC/Poliestireno

Os rodapés de poliestireno são bastante conhecidos pela praticidade e durabilidade, além de permitirem a fiação elétrica devido à sulcos internos que permitem a passagem de cabos.

Sobretudo por ser feito em poliestireno, um tipo de plástico, trata-se de um material extremamente durável, muito resistente a cupins e à umidade, sendo indicado para áreas molhadas, como cozinhas e banheiros.

 

Rodapés Brancos

Os rodapés brancos são os mais versáteis, pois compõem de forma mais harmônica com paredes coloridas e pisos muito textualizados e conferem um efeito sofisticado ao ambiente. No entanto, se a cor da parede for muito vibrante, o contraste entre a parede e o rodapé branco pode resultar em achatamento visual do pé-direito.

 

Desenho do Rodapé

O desenho do rodapé deve seguir a mesma linhagem do restante do projeto.

As cores, e o tamanho do rodapé devem conversar com o estilo do ambiente.

Rodapés retos e mais baixos correspondem a um estilo contemporâneo, enquanto os trabalhados com detalhes e friso remetem ao clássico.

Quanto mais alto forem, mais alto deve ser o pé-direito do espaço.

 

Aposte nos Rodapés

Aproveite a versatilidade desse acabamento e com criatividade renove seus ambientes e projetos.

Não esquecendo que, não importa o tipo de rodapé, para um melhor resultado é imprescindível contar com produtos de qualidade e mão de obra especializada que apenas a Pisos Paraná contem

 

Dicas Gerais

  •  Pode-se optar por apenas pintá-los na cor branca para combinar com as paredes ou pode-se trocar por uma outra opção.
  • A opção de rodapé com friso da um detalhe diferenciado para seu apartamento ou casa.
  • Rodapés de poliestireno tem a função de proteger o revestimento das paredes com umidade.

Laminado para Cachorros


Laminado para Cachorros

 A Pisos Parana preparou algumas dicas de laminado para cachorros, confira as melhores opções para agradar tanto os moradores quanto os mascotes da casa.

Quais são as melhores opções?

A realidade é que existe muitas opções no mercado, mas nem todas são ideais para quem tem bichinhos.

Piso Laminado:

Além da diversidade de texturas e cores disponíveis para compor os mais diversos ambientes, o laminado é também um piso extremamente resistente, o que o torna ideal para quem compartilha a casa com bichos de estimação

A Pisos Parana trabalha com laminados resistentes a água que facilita na hora que seu pet sai do banho.

Vinílico:

A vantagem desse tipo de piso é a segurança, já que é antiderrapante e absorve o impacto das patas do animal. Facilidade para limpar e conforto acústico nos momentos que seu cachorro acorda de madrugada são outros pontos positivos dos pisos emborrachados, que podem ser encontrados em diversos estilos.

Porque escolher pisos antiderrapantes e atérmicos?

Uma das coisas que mais afeta a qualidade de vida dos bichinhos de estimação é um piso escorregadio. Isso porque ele exige mais esforço para cada movimento, podendo resultar no desenvolvimento de lesões articulares.

A melhor forma de dar liberdade e segurança para o animal é portanto, por meio de pisos antiderrapantes, que protegem os pets de escorregões.

O que levar em consideração na hora de escolher?

Sendo assim, no momento de definir o piso, é importante considerar desde o gosto dos moradores até instalação, limpeza e resistência.

Agora que você já sabe quais as melhores opções para um ambiente elegante e com conforto para o seu bichinho, venha fazer o seu orçamento na Pisos Parana e conhecer os nossos revestimentos!